CNDL
varejo-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-cnc-fecomercio-sesc-senac-cndl-sindilojas-cdl-lab-hub-ecossistema-omnivarejo-ingressos-aldo-rosa-ceo-1
marcas-e-lideres-2024-rede-brasilinovador-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-corporates-investimento-febraban-tech-ciber-seguranca-bancos
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
varejo-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-lab-hub-ecossistema-aldo-rosa-ceo-palestrante-cnc-fecomercio-sesc-senac-cndl-sindilojas-cdl-serasa-conecta-auto-olx-sp
varejo-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-lab-hub-ecossistema-aldo-rosa-ceo-palestrante-cnc-fecomercio-sesc-senac-cndl-sindilojas-cdl-serasa-abf-expo-feira-franquia-2

Biz vira instituição de pagamento, prevê ultrapassar R$ 1 bi em transações em 2024

Biz vira instituição de pagamento, prevê ultrapassar R$ 1 bi em transações em 2024

Biz vira instituição de pagamento, prevê aumentar em 30% o faturamento e ultrapassar R$ 1 bi em transações em 2024

Novidade fortalece a estratégia de descentralização financeira da empresa

A Biz, techfin que oferece uma infraestrutura completa de meios de pagamento, banking, prevenção de fraudes e benefícios flexíveis, recebeu a autorização do Banco Central (Bacen) para se tornar uma IP (Instituição de Pagamento). Com a nova certificação, a empresa prevê aumentar 30% o faturamento e ultrapassar R$ 1 bi em transações em 2024. A aprovação do Bacen permite à empresa operacionalizar internamente serviços que abrangem uma variedade de serviços em pagamentos, recebimentos e movimentação de recursos, e passa a oferecer serviços de compra e venda dentro de um arranjo de pagamento, como transferências eletrônicas, pagamentos com cartão, transações móveis e outras. Tais serviços são essenciais para agilizar as transações financeiras entre pessoas e empresas, garantindo mais praticidade e eficiência para os clientes. Na prática, a regulamentação permite que a Biz tome decisões com mais autonomia e agilidade, assim como criar oportunidades de explorar novas soluções tudo isso sem intermediários, consequentemente, gerando novas linhas de receita.

Douglas Barrochelo, CEO da Biz, explica que essa conquista corrobora com o propósito da Biz que é descentralizar o sistema financeiro, que poderá ofertar maior gama de soluções para os clientes, mas principalmente a possibilidade de redução da complexidade e burocracia. “A realização de pagamentos sem depender de outros bancos ajuda na redução das taxas, uma vez que você passa a operar diretamente e, consequentemente, auxilia na redução do preço dos serviços e possibilidades dentro do negócio. Outro diferencial é conseguirmos conectar produtos financeiros a pagamentos e torná-los ainda mais personalizados, usando a nossa experiência com benefícios flexíveis”, comemora. “Com essa licença, estamos capacitados a oferecer soluções financeiras ainda mais abrangentes e personalizadas para nossos clientes e parceiros, atendendo às crescentes demandas do mercado e fortalecendo nosso compromisso em ser a principal empresa de #Banking2Business no Brasil. Estes avanços evidenciam nossa missão de capacitar empresas de todos os tamanhos, a fim de que elas se bancarizem”, conclui.

Atualmente, a Biz processa mais de R$20 bilhões por ano, por meio de sua techfin, com mais de 9,5MM de cartões. Com a licença, a empresa se prepara para oferecer ainda mais soluções para esse mercado, como pix-as-a-service, open-finance, core banking e iniciador de transação de pagamento. O processo formal para virar uma instituição de pagamento foi iniciado em agosto do ano passado, após ter atingido o limite de R$ 300 milhões em transações em 12 meses. Em 2024, a Biz deve ultrapassar a marca de R$1 bilhão transacionado dentro de sua Instituição de Pagamento.

Banking. Not Bank.

A Biz aposta na descentralização financeira e na ideia de que qualquer empresa pode ser seu próprio “banco digital”. Para provar sua tese, criou a primeira solução de benefícios flexíveis hiper-personalizável do mercado, no qual as empresas conseguem realizar o pagamento dos benefícios de seus colaboradores em um cartão personalizado com a sua própria marca. Dentre as principais empresas atendidas pela Biz estão 99, Pagol (empresa do grupo GOL e Smiles) e Grupo Bandeirantes, além de diversas companhias nos segmentos de Varejo, Transporte e Aviação Civil, em implantação, além de outras em processo de contratação. Além deste produto, a Biz oferece conta digital, cartões multi-aplicação, adquirência, PIX dentre outros serviços.

Sobre a Biz:

A Biz é uma techfin que atua para inspirar empresas a inovar, a pensar no futuro e na real oportunidade de desenvolver modelos de banco digital em seu ecossistema de negócios. Com 9 milhões de cartões emitidos, a Biz processa mais de R$ 20 bilhões por ano em mais de 100 milhões de transações. No portfólio estão mais de 40 clientes de diferentes segmentos, além dos milhares de estabelecimentos credenciados que utilizam as soluções indiretamente pela intermediação de negócios com estes clientes. Contando com tecnologias de ponta e certificações específicas e obrigatórias do setor, como a certificação PCI e o Selo de Fintech Segura, a empresa possui uma plataforma completa de payment, banking e fraud-prevention, permitindo que outras marcas possam agregar valor ao negócio, oferecendo serviços financeiros como: conta digital, cartões (débito, crédito, benefícios, cargo), adquirência e soluções de crédito. Tudo isso com marca própria (White Label). A ideia é possibilitar a criação de modelos de operações financeiras de forma simples,ágil, robusta e segura, com o que há de mais moderno no mercado.