CNDL
varejo-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-cnc-fecomercio-sesc-senac-cndl-sindilojas-cdl-lab-hub-ecossistema-omnivarejo-ingressos-aldo-rosa-ceo-1
marcas-e-lideres-2024-rede-brasilinovador-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-corporates-investimento-febraban-tech-ciber-seguranca-bancos
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
varejo-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-lab-hub-ecossistema-aldo-rosa-ceo-palestrante-cnc-fecomercio-sesc-senac-cndl-sindilojas-cdl-serasa-conecta-auto-olx-sp
varejo-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-lab-hub-ecossistema-aldo-rosa-ceo-palestrante-cnc-fecomercio-sesc-senac-cndl-sindilojas-cdl-serasa-abf-expo-feira-franquia-2

Anuário da Cerveja 2022: artesanais estão cada vez mais presentes no território brasileiro

Anuário da Cerveja 2022: artesanais estão cada vez mais presentes no território brasileiro

O Ministério da Agricultura e Pecuária divulgou nesta quarta-feira o “Anuário da Cerveja 2022”, principal relatório oficial com dados do setor no Brasil. O documento, baseado no Sipeagro – Sistema Integrado de Produtos e Estabelecimentos Agropecuários, aponta que foram inauguradas 180 novas fábricas no país, um crescimento de 11,6% em comparação com 2021. O anuário também mostra que 722 municípios, 13% do total, já têm suas próprias cervejarias.

“O crescimento praticamente estável na comparação com 2021 mostra a maturidade das micro, pequenas e médias cervejarias e o poder empreendedor do cervejeiro artesanal. Seguimos crescendo, estamos cada vez mais presentes no território nacional e movimentando a economia local. A enorme quantidade de produtos e marcas também ilustram o poder de inovação deste segmento”, afirma o presidente da Abracerva – Associação Brasileira de Cerveja Artesanal, Gilberto Tarantino.

Segundo o anuário, o mercado também acelerou o registro de novos produtos. O crescimento que chegou a ser de 77% em 2018 e vinha perdendo ritmo até registrar alta de 5,2% em 2021, voltou a acelerar em 2022 com um aumento de 19,8%, o que significa 7.090 novas cervejas lançadas. Ao todo o Brasil possui 42.831 produtos registrados vendidos como 54.727 marcas comerciais diferentes.

Tarantino, destaca que as cervejarias micro, pequenas e médias correspondem a cerca de 3% do mercado mas representam 97% de todas as fábricas. Sua presença nos municípios ajuda a construir uma cadeia de valor que inclui bares especializados, qualificação de mão de obra para toda a cadeia, uso de insumos locais, criação de rotas turísticas e arrecadação de impostos.

“Nossa atuação tem sido justamente de mostrar ao poder público as diferenças fundamentais que existem entre as grandes indústrias e as cervejarias artesanais. Outros segmentos, como o de panificação possuem CNAES diferentes entre padarias e indústrias de panificação, por exemplo. A justiça tributária passa por aí”, conclui o empresário que representa mais de 700 associados.

Regiões

São Paulo continua sendo o estado com maior número de cervejarias registradas, somando ao final de 2022 o total de 387 fábricas com o acréscimo de 47 novos estabelecimentos. O Rio Grande do Sul, que inaugurou 25 novas fábricas em 2022, segue sendo o segundo estado em quantidade de cervejarias, com 310 fábricas. A novidade ficou por conta de Minas Gerais que com 33 novos estabelecimentos chegou a 222 cervejarias e ultrapassou Santa Catarina, assumindo o terceiro lugar no ranking.

A região Norte foi a que mais cresceu percentualmente no ano passado. Foram seis novas fábricas, que representam 20% de aumento na comparação com 2021. Entretanto, com as atuais 36 cervejarias continua a menos representativa em quantidade de estabelecimentos, com 2,1% do total. Já a região Sudeste foi a segunda que mais cresceu, com aumento de 15,5%, chegando a 798 cervejarias.

O Anuário pode ser acessado no site do MAPA, pelo endereço https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/noticias/setor-cervejeiro-segue-crescendo-a-cada-ano-aponta-anuario.

Conexão Cerveja Brasil

Com o objetivo de ampliar a presença das cervejarias artesanais no país, valorizar o regionalismo e qualificar fortalecer o segmento, a associação começa a realizar este mês, o Conexão Cerveja Brasil, um projeto que acontecerá nas cinco regiões do país agregando empresários, profissionais, representantes do poder público e consumidores de cerveja artesanal.

O projeto é composto pelo Congresso Cerveja Brasil, com conteúdos técnicos e institucionais; 3ª Copa Cerveja Brasil, concurso cervejeiro em inédito formato nacional por regiões, e eventos nas cervejarias em cada cidade-sede.

O Conexão tem início com a edição Sudeste, em Vitória, em julho, e passará sucessivamente por Salvador, em agosto; Brasília, em setembro; Belém, em outubro; Curitiba, em novembro e terá sua edição final em São Paulo, em dezembro. Medalhistas de ouro na grande final ganham inscrições para o World Beer Cup, um dos concursos de maior prestígio no mundo, no Estados Unidos.

ABRACERVA

A Abracerva, Associação Brasileira de Cerveja Artesanal, é uma organização sem fins lucrativos que tem a missão de proteger, desenvolver e democratizar a cerveja artesanal brasileira. É a maior entidade do setor e representa diretamente 800 pequenas cervejarias, brewpubs, bares, distribuidores, fornecedores e profissionais que trabalham no segmento. A Abracerva acredita na máxima “beba menos, beba melhor”. Conheça https://abracerva.com.br.

Conexão Cerveja Brasil 2023:
Sudeste – Vitória (ES): 25 a 30 de julho
Nordeste – Salvador (BA): 16 a 20 de agosto (nova data)
Centro-Oeste – Brasília (DF): 13 a 17 de setembro
Norte – Belém (PA): 18 a 22 de outubro
Sul – Curitiba (PR): 14 a 19 de novembro
Final em São Paulo: 5 a 10 de dezembro